fbpx

Carregando...

Quais as consequências de não pagar multas de trânsito?

blog-lumma-consequencias-multas-transito.png

Quais as consequências de não pagar multas de trânsito?

As multas são resultados de infrações de trânsito que os motoristas cometem. Ou seja, fazem parte da penalidade que se impõe sobre quem não respeita as regras de trânsito. Elas, então, exigem pagamento pecuniário.

Contudo, não são raros os motoristas optam por postergar o pagamento dessas multas ou as ignoram. E isso pode ser muito perigoso! Afinal, o não pagamento das multas dentro do prazo de validade pode gerar muita dor de cabeça.

Assim, se você costuma empurrar com a barriga o pagamento das suas infrações de trânsito, está na hora de repensar essa postura! Abaixo, conheça as principais consequências de não pagar suas multas.

O que acontece ao não pagar uma multa de trânsito?

Não se engane, pois não é apenas uma consequência que acompanha a recusa no pagamento de uma multa. Em verdade, são vários os resultados que podem formar uma verdadeira bola de neve e trazer prejuízos para sua vida e seu bolso.

Dessa maneira, confira agora mesmo quais são as principais consequências de não pagar multa e veja por que é importante deixar suas infrações sempre quitadas em dia! Assim, evite problemas e garanta a regularidade do seu veículo!

Juros de mora e aumento do preço inicial da multa

Primeiramente, ao não pagar uma multa de trânsito conforme a data de validade, você estará sujeito ao pagamento de juros pelo não cumprimento da obrigação. Ou seja, aplicam-se taxas pelo descumprimento do limite de tempo para quitação.

Com isso, quando você resolver ir atrás da multa para enfim quitá-la, ela apresentará valor maior do que o original. Ou seja: prejuízo, uma vez que você poderia ter efetuado o pagamento sem os valores adicionais, que a deixam ainda mais pesada.

Dificuldade de venda do veículo

Continuando as consequências de não pagar a multa de trânsito temos a dificuldade de venda de veículo. Afinal, você somente pode repassá-lo para frente quando ele estiver com todas as contas em dia.

Quando seu carro está à venda é natural que os interessados na compra façam uma pesquisa sobre o automóvel. Assim, buscam eventuais irregularidades, como é o caso das multas não quitadas.

Além disso, realizar a venda de um veículo sem informar as despesas pendentes que ele carrega, é considerado fraude. Isto é, você estará enganando o comprador, induzindo-o a erro. Portanto, deixe suas multas em dia!

Ausência de emissão do CRLV

Anualmente os veículos precisam emitir um novo Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo. Ele é obtido pelo licenciamento, que exige pagamento para, então, emitir-se o documento.

Mas o que acontece, então, é que o CTB (Código de Trânsito Brasileiro) exige que todas as multas e débitos do veículo estejam em dia para o pagamento licenciamento. Ou seja, quando existem multas pendentes não é possível licenciá-lo.

Assim, somente será possível fazer o devido licenciamento após a quitação das multas que, como vimos anteriormente, poderão ter um valor maior por conta da incidência de juros em razão do atraso.

Apreensão de veículo e aplicação de nova multa

Essa é uma consequência de não pagar multa de trânsito que decorre diretamente do item anterior. Afinal, a posse do CRLV é indispensável para os motoristas que estejam transitando em vias públicas no Brasil.

Assim, quando um veículo é flagrado, em circulação, por autoridade policial que constate a ausência do licenciamento, há apreensão do veículo. Igualmente, há a imposição de uma multa de natureza leve, que acarreta 3 pontos na CNH, bem como uma nova multa de cerca de R$ 80.

Ou seja, quando você não paga corretamente suas multas, dentro do prazo de validade delas, pode ser vítima de novas multas! E não só isso, pois o fato da apreensão do veículo também gera cobrança de taxas de guincho e uso de pátio policial. E, saiba, essas taxas são bem salgadas.

Nesse caso, somente será possível readquirir a posse do veículo após a quitação das multas em atraso e, então, da realização do licenciamento e emissão do CRLV. Dessa maneira, não restam dúvidas de que as consequências em não pagar multa são bastante graves e incômodas.

Inscrição na dívida ativa

Outra das consequências em não pagar multas de trânsito de acordo com o prazo delas é uma inscrição na dívida ativa. A dívida ativa nada mais é do que a concentração de dívidas que os indivíduos possuem e cujos credores são os estados ou a União.

Nesse caso, então, a inscrição na dívida ativa pode levar ao bloqueio de bens, inclusive de valores na conta bancária. Portanto, para não assumir esse B.O. garanta o pagamento das multas em dia.

Inscrição no SPC ou Serasa

Por fim, ao se recusar a quitar uma multa de trânsito de acordo com os prazos de validade você pode sofrer uma inscrição em órgãos de negativação de crédito como o SPC e o Serasa.

E isso é bastante desagradável! Afinal, sempre que você requer serviços financeiros como crédito há uma análise, pelo concessor, a esses órgãos. Assim, quando ele se deparar com inscrição para negativação de crédito, reconhece um risco em conceder crédito a você.

Em outras palavras, a inscrição perante o SPC ou Serasa resulta no “nome sujo”. Ele ilustra que um consumidor não é tão confiável e que, por isso, representa riscos aos concessores de crédito.

A suspensão da inscrição para que o nome volte a ser limpo somente ocorre depois da negociação e pagamento da dívida.

 


Deixe aqui seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *


Contato



Rua Continental, 304 – Jardim do Mar
São Bernardo do Campo – SP
CEP: 09750-060


(11) 4366-8500

De Segunda à Sexta das 09h00 às 18h00

Sobre nós

Lumma Despachante, 23 anos na excelência em assessoria veicular, sendo reconhecida como uma das maiores empresas na categoria de despachantes.


Redes Sociais


Endereço